Escolha uma Página

Se inscreva na nossa NEWSLETTER

Deseja Aprender sobre Gestão Clínica?

Qual é a importância de manter um estabelecimento limpo e arrumado?

jul 5, 2017 | Administrativo, Blog Gestão da Clínica

Se você trabalha em uma clínica ou em um consultório odontológico, deve saber o risco de contaminação existente no seu ambiente de trabalho. Manter o local limpo e organizado não é de importância apenas para os funcionários, mas também para os pacientes.
Esses locais são propícios à proliferação e à circulação de diversos tipos de micro-organismos. Por isso, é importante que a segurança da sua equipe e de todas as pessoas que ali entram seja garantida por meio da higienização correta e constante.
Veja, a seguir, quais são os cuidados necessários e como isso pode influenciar positivamente no seu atendimento:
 

Qual é a importância de manter um estabelecimento limpo e arrumado?

 
O consultório odontológico é um local de cura e restauração da saúde bucal, e a sua limpeza é fundamental para que ele seja um lugar seguro. Estar sempre em contato com diversas doenças é um fator de risco para que você e os seus instrumentos se tornem vetores.
Os agentes infecciosos podem contaminar:

  • chão;
  • equipamentos;
  • maçanetas;
  • paredes;
  • pessoas;
  • superfícies;
  • diversas coisas que estarão em contato constante com a equipe que trabalha no local e com as pessoas que vão a ele em busca de ajuda.

A limpeza constante e correta é a melhor maneira para o controle da proliferação de micro-organismos. Infecções pós-operatórias podem ser evitadas por atos simples, como a lavagem das mãos e a desinfecção do local de trabalho.
Normas, rotinas de limpeza e protocolos de procedimento devem ser implementados para diminuir os riscos aos quais você, os seus colegas de trabalho e os seus pacientes são expostos.
 

Como a limpeza influencia positivamente na qualidade do serviço?

 
Não há nada como entrar em uma clínica organizada e bem limpinha, não é mesmo? Afinal, sabemos que um bom profissional se preocupa com todos os aspectos do seu atendimento. É por isso que os melhores dentistas têm consultórios organizados.
Quando você para constantemente o seu atendimento a fim de pegar algo que se esqueceu ou deixa os materiais da consulta anterior no campo de visão do seu paciente, seu mérito pode cair.
É muito importante manter a organização e a limpeza, não só pela percepção de quem está sendo atendido, mas para diminuir possíveis fontes de contaminação cruzada.
O paciente consegue perceber a limpeza e o cuidado que o dentista tem. Ele nota a arrumação dos instrumentos e repara em cada pausa que você faz para pegar um instrumental que não estava separado.
Ele pode não compreender quando você quebra o protocolo de higiene, mas se sente bem melhor quando é atendido em um lugar que pensa nos detalhes. A chance de fidelizá-lo é maior.
 

Que cuidados são necessários no dia a dia do consultório?

1. Limpar todos os locais com atenção

Apesar de o consultório odontológico possuir diversas áreas com maior e menor risco, todas elas devem ser higienizados com o mesmo cuidado e atenção. Funcionários transitam por todo o espaço e levam a contaminação de um lugar para o outro.
Veja como cuidar de cada local:

Balcão de atendimento

Pias, balcões, armários e cadeiras têm que ter superfície lisa e impermeável, de preferência de cor clara. Eles necessitam de limpeza, pelo menos, antes de abrir ou de fechar e na pausa para o almoço. Podem ser limpos com álcool 70 ou hipoclorito de sódio a 1%.

Piso

O chão deve ser limpo antes de abrir e sempre que necessário. Ele deve ser liso, impermeável, resistente e lavável. Evite varrer a seco para que a poeira não se espalhe. Inicie a limpeza da área menos contaminada para a de maior risco.

Lavabos

Além da limpeza do vaso e da pia no início de cada dia, é importante se lembrar de repor sabonete líquido, toalha de papel e papel higiênico e esvaziar a lixeira com tampa e pedal.

2. Descartar corretamente os resíduos

O descarte correto evita proliferação de roedores e de diversos outros vetores, além de avisar qual tipo de lixo pode conter perigo biológico e impedir que perfurocortantes machuquem os lixeiros. Esses resíduos devem ser colocados em caixas apropriadas.
Os lixos com matéria orgânica — como sangue, capaz de causar contaminação — devem ser descartados em sacos brancos com descrição e retirados por empresas especializadas. Informe-se sobre o descarte correto de cada tipo de resíduo.

3. Higienizar a sala de procedimentos para cada paciente

Cada pessoa carrega consigo a sua história microbiana e os seus agentes patológicos e os deixa em todos os lugares por onde que passa. A sala de procedimentos é um lugar com altos riscos biológicos e deve ser higienizada a cada troca de paciente.
A cadeira, o motor, a bandeja, a luz e tudo que você toca durante a consulta deve ser protegido com campos cirúrgicos ou plástico filme. Esse plástico deve ser trocado a cada novo paciente a fim de evitar que microrganismos passem de uma pessoa para a outra por meio de você.
Se possível, passe um pano com álcool 70 antes de colocar o novo plástico. Retire todos os instrumentais utilizados na consulta anterior e leve-os para o local de desinfecção. Lembre-se de lavar bem as mãos conforme o procedimento correto e de trocar a máscara.

4. Desinfectar e esterilizar os instrumentais

Após cada paciente, os instrumentais devem ser levados à área de desinfecção para serem higienizados e esterilizados. O seu transporte deve ser feito por meio de bandejas e, no local, eles deverão ser transferidos para uma cuba ultrassônica com detergente enzimático ou para um banho com hipoclorito.
Depois do molho, os materiais devem ser escovados para que qualquer resquício de sujidade possa ser eliminado. É importante secá-los com toalhas descartáveis e esgotar a bacia do banho a cada lavagem de material.
Antes de levar os materiais à autoclave, é imprescindível que sejam embalados em papel de esterilização apropriado e selados. Certifique-se de que eles estejam bem-dispostos e que o vapor possa circular e promover a esterilização real dos equipamentos.
Lembre-se que você deve estar paramentado, com jaleco e luvas, para realizar a lavagem e a esterilização do material, já que é uma fonte de contaminação de alto risco, assim você poderá passar a eles mais confiança.

Quer mais?

Se você gostou deste texto e deseja conhecer outras informações, entre em contato conosco! Será um grande prazer ajudá-lo a crescer.
Estamos em busca de novos conteúdos e assuntos que sejam relevantes a sua jornada. Assine nossa newsletter e faça parte desta comunidade que não para de crescer. Obrigado por sua visita.
Já visitou nossas redes sociais? Deixe sua curtida!

Sidebar Blog estendido

Conheça nossos produtos

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vem aprender mais sobre sua gestão!

Receba toda semana no seu e-mail, conteúdos exclusivos sobre como melhorar a gestão da sua clínica, dicas de diversos segmentos, atendimento aos clientes e pacientes, financeiro, estoque, entre outros assuntos que vão auxiliar você na sua administração.

INSCREVA-SE
Contatos
0800 777 2911

(19) 9 8450-0441

Horário de Atendimento: 8:00h as 18:00h

Quem Somos
Somos uma empresa consolidada, que está há mais de 10 anos no mercado dando à você a melhor experiência em Gestão Clínica, com softwares simples, ágeis e poderosos.
Nosso objetivo é fazer sua empresa está organizada, pronta para crescer em larga escala.
Venha fazer parte desse grupo de mais de 700 clientes satisfeitos!
Estamos te esperando!