fbpx

Veja como funciona o atendimento home care

A tecnologia em saúde disponível atualmente permite levar para o domicílio dos pacientes uma assistência médica de qualidade e suporte em saúde, sem o alto custo de uma infraestrutura hospitalar e com efetividade no tratamento.

Dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), comprovam que existem hoje 854 empresas sob a modalidade de Home Care registradas no Brasil. O termo em inglês está relacionado à assistência médica domiciliar, abrangendo serviços de suporte profissional que possibilitem ao paciente um cuidado com qualidade de vida e segurança em sua casa. 

Considerado uma modalidade alternativa do Sistema Único de Saúde (SUS) e da saúde suplementar, o home care visa a desospitalização precoce dos pacientes, sobretudo aqueles com doenças crônicas e grande dependência para cuidados da vida diária e de enfermagem. 

Para que você saiba mais sobre o assunto, abordaremos, neste artigo, as informações mais relevantes sobre o atendimento home care. Acompanhe o artigo!

O que é e como funciona o atendimento home care?

Como dito anteriormente, o termo Home Care diz respeito a uma modalidade de serviços na área de saúde em que as atividades são direcionadas aos pacientes no ambiente domiciliar, isto é, em sua própria casa. Seu principal objetivo é manter ou recuperar a independência do paciente, trabalhando de maneira diferenciada junto à família e gerando, assim, um ambiente mais confortável e acolhedor para ambos. 

De modo geral, o Home Care é indicado para o tratamento de diversas enfermidades ou, até mesmo, para casos de reabilitação. Esse serviço costuma ser feito por uma equipe multidisciplinar e pode variar conforme a necessidade do paciente, por meio de consultas, exames, aplicação de medicamentos, acompanhamento da saúde do paciente e até internação domiciliar.

Os programas de atenção domiciliar são prestados conforme a complexidade de cuidados e pode ser dividido em duas modalidades:

  • internação domiciliar: quando o paciente tem um quadro clinicamente estável e a internação em casa é uma opção. Nesse caso, cria-se uma estrutura hospitalar personalizada, assim como um programa de cuidados profissionais;
  • cuidados ambulatoriais: quando o paciente recebe a visita da equipe da mesma forma que receberia no hospital, geralmente indicada para paciente com doenças crônicas.

Em ambas as situações, o paciente apresenta o suporte de saúde necessário para se manter saudável e se recuperar.

Quais os principais desafios do atendimento domiciliar?

Embora os serviços de Home Care tenham evoluído nos últimos anos, ainda existem algumas dificuldades para que a sua prática seja efetuada e melhor aceita no Brasil, como já é realizada em outros países.

O incentivo para a modalidade é um dos grandes desafios para as famílias e os profissionais quando é necessário tomar uma decisão sobre a situação do paciente. Na maioria das vezes, isso acontece devido à ausência de equipamentos, de infraestrutura adequada e de profissionais qualificados para lidar com o serviço.

Nesse sentido, por mais que existam recomendações e métodos a serem seguidos, em alguns casos o atendimento pode gerar problemas mais sérios para os familiares.

Por esse motivo, antes de optar pela modalidade e montar uma estrutura, é importante conhecer exatamente o que o serviço oferece, entender seus critérios e suas necessidades, além de consultar a opinião dos profissionais para avaliar a possibilidade de Home Care.

É importante ressaltar que o serviço de Home Care é diferente daquele prestado por cuidadores. Enquanto o atendimento domiciliar requer conhecimentos técnicos em saúde para realizar procedimentos específicos, que não podem ser dirigidos por familiares, as atividades praticadas por cuidadores demandam apenas apoio para ações habituais, pois compreendem o auxílio a pessoas acamadas ou com doenças que limitam sua mobilidade e autonomia.

Diante disso, o ideal é que haja um maior planejamento e investimento desse serviço, mais informações a respeito dos cuidados paliativos e seus benefícios, permitindo que cada vez mais os usuários optem pela modalidade de fato.

Quais as suas vantagens?

Além da praticidade e da segurança do paciente, o acompanhamento da saúde em domicílio apresenta diversas vantagens tanto para os pacientes quanto para os profissionais. A seguir, confira!

Redução de custos

Em geral, os valores pelo atendimento domiciliar são cobrados por hora, o que permite total controle dos gastos, diferentemente dos altos custos para manter o paciente na estrutura médica hospitalar. Além disso, a modalidade possibilita a liberação de leitos hospitalares para os pacientes que precisam de procedimentos que só podem ser feitos em ambiente hospitalar.

Atendimento individualizado

Os serviços do home care proporcionam a reabilitação de modo mais seguro e eficaz, por meio do atendimento individualizado e do cuidado integral baseado na realidade do paciente. Isso faz com que o cuidado seja mais humanizado, considerando suas limitações e sua rotina e possibilitando, assim, o máximo de convívio e interação dos profissionais e da família.

Independência

Os profissionais do atendimento domiciliar são treinados para garantir a independência e a autonomia dos pacientes por meio de adaptações de funções e participação social. Isso, de certa forma, é vantajoso para as famílias e para os cuidadores, pois permite o restabelecimento ou a manutenção da saúde do indivíduo.

Recuperação rápida

A desospitalização contribui também para reduzir o tempo de internação hospitalar para o menor possível e, consequentemente, a recuperação mais rápida, possibilitando o tratamento do paciente em um ambiente mais adequado ao seu quadro clínico.

Além disso, os hospitais são ambientes altamente contaminados. Com o tratamento em casa, o paciente tem menos riscos de infecções hospitalares, já que ficam mais vulneráveis nesse lugar.

Como a telemedicina contribui para o home care?

A telemedicina é atualmente uma solução muito buscada para atender a demanda de serviços de pacientes em Home Care, principalmente os laudos de exames. Afinal, com ela, o médico não precisa se deslocar até a casa do paciente para realizar a consulta. 

Desse modo, podemos dizer que o atendimento domiciliar pode ser usado em conjunto com a telemedicina para garantir uma assistência mais completa, permitindo acompanhamento multidisciplinar a distância, conforto e segurança para o paciente e monitoramento remoto.

Por fim, como você pode ver, montar uma estrutura de Home Care requer muita atenção aos detalhes e informações de qualidade para escolher bons profissionais e equipamentos. Certamente, ficar próximo da família pode significar conforto e bem-estar para o paciente, a curto e médio prazo, que estará sob observação contínua de profissionais especializados.

Gostou do nosso post? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter, assim você fica por dentro de todas as novidades!

Software para Clínicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *