fbpx

Guia rápido sobre acreditação ONA e sua importância

Em um estabelecimento de saúde, a busca por excelência deve ser constante. Nesse contexto, a Certificação ONA é uma das principais certificações do Brasil que, por meio de padrões e requisitos previamente definidos, promove a qualidade e a segurança do cuidado nos serviços relacionados ao setor de saúde.

Neste artigo, explicaremos a importância da acreditação ONA para a área da saúde, como ela funciona e o que fazer para obtê-la. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

O que é a acreditação ONA e qual o seu objetivo?

A Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma instituição privada brasileira sem fins lucrativos que atesta a qualidade de serviços médico-hospitalares, públicos e privados.

A acreditação ONA consiste em um método de avaliação e certificação de entidades, que busca, considerando parâmetros previamente definidos, assegurar a qualidade e a segurança do setor de saúde. Dessa forma, para adquirir o certificado, a empresa precisa comprovar que atende às exigências da ONA.

É importante ressaltar que o processo é realizado voluntariamente, de forma sigilosa, periódica e não apresenta caráter fiscalizatório. Logo, torna-se um programa educativo e preventivo, que estimula a melhoria contínua das organizações prestadoras de serviços de saúde.

De modo geral, podemos dizer que o maior beneficiado com a acreditação de um serviço de saúde é o cliente. Afinal, ao utilizar os serviços, ele terá mais segurança, qualidade assistencial, comunicação acertada, processos funcionando de maneira integrada e excelência em sua experiência de atendimento.

Quais os níveis da acreditação?

O processo de acreditação apresenta níveis de certificação distintos, que permitem avaliar o aperfeiçoamento constante na gestão e nos processos das empresas. Para isso, a ONA utiliza como base os padrões do Sistema Brasileiro de Acreditação e o Manual Brasileiro de Acreditação. Conheça os três níveis a seguir.

Nível 1: Acreditado

No nível 1 do padrão de acreditação ONA é avaliado o atendimento aos requisitos legais e técnicos mínimos para funcionamento do hospital. Seu principal foco está na segurança e na qualidade da assistência, provendo os recursos indispensáveis para assegurar seu cumprimento. A validade desse certificado é de 2 anos.

Nível 2: Acreditado Pleno

O padrão nível 2, além de atender aos requisitos do nível 1, deve apresentar uma gestão integrada e estruturada, com processos bem-definidos e integrados que atendam às exigências de todo processo de documentação, planejamento e organização.

Ele viabiliza o apoio e a avaliação da performance dos resultados da empresa conforme o modelo de gestão e políticas determinadas. Nesse nível, o certificado também é válido por 2 anos.

Nível 3: Acreditado com Excelência

Sendo o nível máximo, este estágio atesta a excelência em gestão. As instituições que se enquadram nesse nível atendem aos requisitos dos níveis 1 e 2, além de terem uma cultura organizacional que busca constantemente o aperfeiçoamento, com resultados positivos, satisfação dos pacientes e um desempenho alinhado com toda a organização. A sua validade é de 3 anos.

O que torna uma clínica ou um consultório legível?

Como dissemos, para receber a certificação a clínica ou o consultório precisa atender aos padrões definidos pela ONA, que são reconhecidos internacionalmente.

Nesse caso, quando uma empresa prestadora de serviços de saúde decide buscar os níveis de acreditação, é preciso estar disposta a analisar seus padrões de trabalho, rever os processos internos, avaliar as rotinas e, sobretudo, criar uma equipe interna responsável pelo processo de mudança.

Tudo isso tem o intuito de quebrar paradigmas e priorizar a atenção ao cuidado direcionado ao cliente e à sua segurança a fim de evitar falhas ou incidentes que provoquem danos a ele.

Portanto, para que a instituição se torne elegível ao processo, é preciso satisfazer alguns pré-requisitos, como:

  • enquadrar-se no conceito de organização prestadora de serviços de saúde;
  • estar legalmente firmada há pelo menos um ano;
  • apresentar alvará de funcionamento;
  • ter registro do responsável técnico;
  • ter licença sanitária;
  • dispor de todas as licenças relativas à natureza da atividade.

Ao cumprir todas as condições impostas, a instituição se torna apta a participar da avaliação e desfrutar de todos os benefícios da acreditação. Porém, caso não consiga a certificação, ela pode tentar novamente depois de um ano.

Como obter a acreditação da ONA?

O processo de acreditação se inicia por decisão da instituição de saúde. Ao constatar que sua entidade é elegível, isto é, está com a documentação regularizada e se enquadra nas exigências da ONA, a próxima etapa é escolher uma Instituição Acreditadora Credenciada pela ONA e submeter a uma avaliação, conhecida como Diagnóstico Organizacional, com o intuito de identificar erros e acertos com base no manual.

Diante disso, a empresa pode analisar o cenário interno, identificar falhas, criar um plano de ação e, assim, reparar as ações que faltam para alcançar a acreditação. Para isso, as organizações de saúde podem contar com o trabalho de auditoria interna e externa. Vale destacar que esse trabalho pode demorar, em média, dois anos, variando conforme os atributos da empresa avaliada, como tamanho, complexidade e perfil.

Portanto, é fundamental investir em recursos humanos e financeiros e, claro, no tempo. Antes de aplicar as estratégias com base nos critérios da ONA, busque explicar à equipe as vantagens da acreditação e como ela pode impactar nos resultados dos serviços, criando uma cultura em torno desse propósito.

É importante ressaltar que os desafios relacionados à implementação e manutenção da acreditação são facilmente solucionados a partir da automatização do processo, que possibilita uma tramitação mais rápida de documentação, envio e troca de informações pela internet, facilitando todo o procedimento e garantindo eficiência.

Por fim, esperamos que com este guia rápido você tenha entendido o que é a acreditação ONA e qual a sua importância para a gestão e o serviço na área da saúde. Com ela, é possível obter vantagem competitiva e conquistar a confiança dos pacientes, já que a certificação é quase que uma prova incontestável da qualidade dos serviços da empresa.

Gostou do nosso post? Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter, assim você pode acompanhar todas as atualizações!

Software para Clínicas