fbpx

Descubra calcular o ticket médio em sua clínica odontológica

Um importante indicador de desempenho, o ticket médio é muito simples de calcular e pode crescer de forma sustentada com algumas ações

Entender melhor de que maneira o dinheiro flui para o caixa de uma empresa é essencial para qualquer negócio, independentemente do seu ramo ou segmento do mercado. Diante dessa realidade, saber como calcular o ticket médio em sua clínica odontológica pode ser imprescindível para uma gestão financeira adequada.

Além disso, esse é um conhecimento que ajuda na tomada de decisões, mostrando quais são os procedimentos que devem ser reforçados, quais não atraem tanto o público e até quais as estratégias de marketing que você pode realinhar.

Quer descobrir como fazer isso? Então, não deixe de ler o post a seguir!

O que é o ticket médio?

O conceito básico de ticket médio está relacionado ao valor gasto por um cliente em uma empresa, durante um intervalo de tempo previamente definido. Na clínica odontológica, esse indicador pode ser definido como o faturamento médio que um dentista ou a empresa obteve por certo serviço ou, mais comumente, por um paciente atendido.

Com o resultado do cálculo do seu ticket médio, você poderá compreender melhor de que forma as pessoas consomem o seu trabalho, vendo aquilo que traz melhores remunerações e o que não compensa tanto assim. São informações valiosas, que devem ser usadas para o planejamento e as estratégias de marketing do negócio.

Por que o ticket médio é tão importante?

Como dissemos, o ticket médio é uma métrica usada em diversos segmentos do mercado e não apenas no ramo da odontologia. Ele é tão importante porque aponta caminhos mais diretos para o sucesso de uma empresa, que passa a compreender melhor como os seus clientes se relacionam com seus serviços e/ou produtos oferecidos.

Via de regra, quem conta com um ticket médio elevado pode entender que a sua hora de trabalho é bem remunerada, enquanto o oposto pode indicar a necessidade de mudanças ou realinhamentos. É uma das formas dos gestores e dentistas saberem, de fato, como está o andamento dos negócios.

Como saber o ticket médio da clínica odontológica?

A definição do ticket médio pode ser feita de algumas maneiras distintas, sobretudo, quando pensamos no universo do ramo odontológico. No entanto, para simplificar, podemos dar preferência para um cálculo simples e eficaz. Antes de mais nada, você precisa definir um período, que pode ser de apenas um dia, uma semana ou até um mês.

Na sequência, você deve checar quantos pacientes foram atendidos nesse tempo e o valor que foi obtido a partir do recebimento dos serviços e procedimentos feitos. Depois, basta dividir a quantia final do faturamento pelo número de clientes atendidos. Agora, você terá em mãos o ticket médio da sua clínica para aquele intervalo.

Como pôde perceber, você obterá uma informação valiosa e relevante para entender se a sua estratégia de precificação está adequada ou se é preciso fazer alguns ajustes. Você também pode usar isso para oferecer benefícios para pessoas com um ticket médio alto, bem como o de promover outras ações para quem não gasta tanto assim.

Qual a relação entre ticket médio e segmentação?

É bem possível que você já tenha tentado uma estratégia de segmentação na sua clínica ou, pelo menos, visto isso na concorrência. Trata-se de fazer pequenas divisões inteligentes, de forma a compreender melhor o negócio e atuar com maior precisão. Com o cálculo do ticket médio, novas reflexões poderão ser feitas nesse sentido.

Você pode fazer segmentos a partir das receitas obtidas, colocando pacientes que gastam mais em um grupo e os que gastam menos em outro. Com isso, fica mais fácil decidir estrategicamente sobre o direcionamento das vendas e oferecimento de serviços, fazendo proposições mais acertadas e melhorando o nível de satisfação e a experiência de todos os clientes.

Como melhorar o ticket médio da clínica odontológica?

Agora que você já entendeu melhor o conceito de ticket médio, aprendeu como calculá-lo e qual a sua relação com a segmentação, vamos mostrar como você pode melhorar essa métrica dentro do contexto da sua clínica. Felizmente, existem ações simples e positivas, mas que poderão trazer impactos muito interessante para sua empresa.

Acompanhe abaixo quais são!

Oferecimento direcionado de serviços e procedimentos

Uma das mais eficazes formas de melhorar o ticket médio da clínica odontológica é com um oferecimento direcionado dos serviços e procedimentos. Isso pode ser feito de diversas maneiras, como adicionando novas opções à sua lista de especialidades ou tentando fazer mais tratamentos no mesmo período de consulta.

Logicamente, tudo precisa ser pensado e feito com total ética e segurança. Para conseguir isso, um caminho é a realização de novos cursos de especialização. Uma área que chama muita a atenção e concentra oportunidades é a de saúde estética, mas é importante avaliar a região onde você atua, com suas demandas e peculiaridades.

Foco na qualidade do atendimento ao cliente

A qualidade no atendimento é sempre um ponto alto para quem deseja crescer no mercado e, de quebra, melhorar o ticket médio da clínica odontológica. Afinal, a excelência é um dos primeiros passos para alcançar esse objetivo e pode proporcionar ganhos gerais em termos de credibilidade, autoridade e reconhecimento, tanto por parte dos pacientes como do mercado como um todo.

Por isso, foque os seus esforços e traga toda a equipe para elevar a humanização da empresa, garantindo que as pessoas se sintam bem no ambiente do consultório e tenham suas demandas e individualidades valorizadas e atendidas. Para isso, uma solução em tecnologia pode ser de grande valia, para oferecer dados rápidos e ajudar a organizar bem a agenda.

Agora, você já sabe como calcular o ticket médio em sua clínica odontológica. Essa métrica é relevante para qualquer segmento do mercado e, na área da saúde, pode contribuir para quem deseja garantir os melhores valores por hora trabalhada e assegurar que os serviços oferecidos sejam valorizados de verdade.

Gostou do post? Ainda ficou com alguma dúvida ou quer deixar sua sugestão aqui no blog? Então, não deixe de fazer um comentário em nosso post!

Software para Clínicas